Acampando sem Glúten

Hoje estamos inaugurando uma nova categoria de postagens no grupo. Há tempos eu queria dividir com vocês nossas experiências viajando. O que encontramos de legal pelo caminho, onde podemos comer com segurança, onde precisamos levar marmita, etc.

E eu escolhi começar por onde PRECISAMOS levar marmita, mas que pode dar tudo certo. Este post surgiu quando uma vez uma pessoa postou no grupo Viva Sem Glúten no facebook que havia ido para o retiro da igreja e passado mal o feriado todo.

Acampando sem glúten

Aqui em casa há sempre uma época do ano em que acampamos. No carnaval, como não gostamos da agitação, preferimos ir até o retiro da igreja.

Mas não fazíamos isso há 2 anos. Na verdade, não sabíamos como fazer com a questão da alimentação, contaminação e restrições alimentares.

Porém, nesse ano eu disse que seria diferente, seria o primeiro acampamento da Ana Sophia e eu ia organizar pra que desse tudo certo. E deu! Então, achei que seria legal dividir essa experiência com vocês, afinal, pode ter alguém aí que passe pelo que passamos: gostar de acampar mas não saber como fazer em razão das restrições.

Sim, nosso acampamento foi em barraca e em um sítio. Nós gastamos um pouco a mais de tempo e dinheiro do que se não tivéssemos as reatrições, mas posso garantir: foi incrível.

Nossos amigos de acampamento já sabendo das nossas restrições, fez contato com o pessoal do sitio onde iríamos, que também serviria as refeições e eles nos autorizaram a levar nossa comida, além de nos disponibilizar tomadas.

Com esse ponto acertado, eu comecei a preparação e organização.

Primeiro: eu precisava estudar sobre armazenamento de alimentos congelados, como manter eles por 3 dias, quais as melhores opções, o que seria rápido pra fazer, etc.

Tendo estudado tudo isso, montei o nosso cardápio, com 3 refeições diárias, que é o que temos hábito de comer, considerando que na sexta somente jantaríamos e no domingo faríamos apenas duas refeições, café da manhã e almoço.

Para o café da manhã eu optei pela praticidade, levei pães industrializados, torradas, pasta de amendoim, geleia 100% fruta,  frutas e leite em pó de coco e cacau.

No almoço eu preparei pratos congelados: para um dia lasanha de legumes e para o outro estrogonofe de grão de bico.

Para o jantar, aproveitei minha parceria com a Cuisi Pasta e levei mini pizza, pastéis recheados e macarrãozinho.

Na nossa térmica ainda tinha queijo vegano, molho de tomate caseiro, sucos 100% frutas, saladas já lavadas, secas e devidamente embaladas, muita fruta e legumes pré-cozidos e congelados.

Para ajudar a manter por 4 dias, já que não tínhamos acesso à geladeira, eu usei uma caixa térmica, com placas de gel congelado. E aguentou bem 3 dias. Claro que além das placas, todos os alimentos estavam congelados, ajudando a manter a temperatura. Nosso carro ficou estacionado na sombra e a caixa térmica no porta-malas. Estava tudo congelado, ainda no domingo.

Para aquecer nossa alimentação e fazer um arroz fresquinho pra acompanhar o esteogonofe, eu levei uma panela elétrica de arroz de 2l e um mini forno elétrico, de 12 litros. Para o caso de a voltagem ser diferente, tínhamos um transformador disponível.

Levei pratos, talheres e copos descartáveis, não costumo usar, mas era o que tínhamos de prático pra facilitar.

Este acampamento, nós contamos com uma estrutura física de apoio. Mas, para o caso de não termos, já fiz a minha pesquisa também!

Existem marcas de feijão, grão de bico e lentilha em caixinhas. Já vi também a opção de apenas incluir água para fazer um risoto. Frutas e verduras são fáceis de conservar.

O ideal para que de certo é a organização. Sugiro sempre pensar em um cardápio de acordo com a estrutura disponível.

Opte pela praticidade, afinal essa não e a sua alimentação diária, mas apenas a de um período para que possa se divertir.

Quanto aos industrializados, leve apenas o necessário e quando necessário, apesar de esta não ser a alimentação do dia a dia, também deve ser explorada com moderação. Procure sempre opções mais naturais, com baixo índice de sódio e que possam facilitar a viagem.

Vocês gostaram da nossa experiência? Gostariam de ver mais publicações com esse estilo?

Temos até agora mais duas viagens agendadas: em julho vamos para o Uruguai de carro e em novembro vamos para Curitiba, de excursão, para um outro acampamento, este será indoor, com alojamento em escola. Já estou pesquisando tudo e posso dividir com vocês 😉 Ah! Também temos a nossa experiência em Recife e Porto de Galinhas!

Usem o espaço dos comentários para pedidos, elogios e sugestões. Esse espaço é de vocês!

 

Até a próxima pessoal!

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *