Afinal, qual o segredo dos temperos? Parte II

Hoje vamos dar continuidade aos temperos, aquela dúvida que surgiu pela Pâmela, mas que pode ajudar muitos dos que vão para a cozinha diariamente. Eu sou uma eterna apaixonada por temperos, acho que por não gostar muito de sal e também porque na casa da minha vozinha sempre tinha uns temperinhos fresquinhos pra por na comida, alguns até plantados por ela.

Vamos aprender um pouquinho mais de como usar esses temperos?

 

* Noz MoscadaNoz Moscada
É um dos temperos mais versáteis que existe, por ter gosto “doce-apimentado” ela vai bem em pratos doces, salgados, bolos, molhos (principalmente o branco), biscoitos e mais uma infinidade de produtos.
Existe no mercado a versão em pó, mas a preferência é por comprá-la na forma de fruto mesmo utilizá-la moída na hora, uma vez que depois de algum tempo depois de moída as suas propriedades se perdem.
Uma observação importante diz respeito às mulheres grávidas: alguns estudos indicam a propriedade abortiva da noz moscada, por isso é indicado que não se faça o uso durante o período gestacional.
Apesar do ótimo sabor, é indicado o consumo moderado da nos moscada, não ultrapassando 3g. por dia.

* Cebolinha Verdecebolinha
Utilizada em praticamente todos os pratos salgados, a cebolinha é um tempero coringa. Pode ser usada em purês, patês, molhos, omeletes, sopas, saladas e até mesmo para decorar pratos.
O ideal é que a cebolinha esteja fresca quando for feito o consumo, todavia, se não utilizar um maço todo, você pode congelá-la e preservar assim as suas propriedades gustativas. Antes de congelá-la, o indicado é lavar bem e fazer a higienização, picá-la da maneira como você gosta de usar, e congelar pequenas porções em potinhos de vidro, ou então plásticos próprios para congelador.

* HortelãhortelaUma delícia! Essa é a definição do hortelã pra mim. Uso para saborizar água, para fazer quibes, para saladas e a minha versão preferida é no suco de melancia com limão. O gosto é refrescante e muito marcante, no verão é sempre uma excelente pedida. Ah! Também uso no chá de hibiscos, fica delicioso!
Além da propriedade como tempero, a hortelã é excelente para alívio da azia e de alterações digestivas.

* Alho Poró
Alho poró
O alho poró é um tempero da família das cebolas e alhos, porém, o seu gosto é mais suave.
O risoto de alho poró e o quiche de ricota são as minhas preparações preferidas com este tempero (as receitas estão no nosso blog).

* Alecrim
Alecrim
O alecrim é uma erva aromática comum na região do Mediterrâneo. Eu gosto de usar, especialmente, para temperar batatas. Mas, o creme de castanha de caju com alecrim também fica muito bom em substituição ao creme de leite no estrogonofe.
Eu gosto de comprar os ramos frescos, mas já percebi que quando ele está seco, o seu aroma e sabor é mais percebido.

* Louro

louro

O louro aqui em casa, eu confesso, é pouco utilizado. Eu gosto dele mais para acompanhar o feijão preto, que também não é meu preferido. Mas, sempre que tem feijão preto, tem louro pra temperar.

O ideal é colocar o louro na hora de temperar o feijão, quando este já está cozido. E retirá-lo antes de servir. O miolinho da folha pode causar engasgo e a folha não é muito apetitosa para saborear.

* Pimenta do Reino

Pimenta do reino

A pimenta do reino está em quase todos os pratos salgados. Pode ser consumida seca, em grãos ou moída, sendo que o ideal é adicioná-la antes do cozimento ou até mesmo nas marinadas.

E então? Gostaram das dicas de hoje?
Qualquer prato fica muito mais saboroso quando bem temperado, deixe o sal um pouco de lado e substitua-o por temperos, ou até mesmo pelo sal temperado, essa será o tema do nosso próximo “Toque de Chef”.
Quer ver algum tempero discutido aqui? Ficou alguma dúvida? Use o espaço dos comentários e teremos prazer em ajudá-lo.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *