Uso de Temperos

Vamos conversar um pouquinho sobre o uso de temperos?
Essa dúvida surgiu a partir de uma amiga, a Pâmela, lá de Santa Maria. Na casa dela, optaram por não mais usar temperos industrializados, mas não sabem como usar os temperos naturais.
Então, inaugurando o nosso quadro “Toque de Chef” vamos falar um pouquinho sobre temperos naturais e como usá-los. Não vou abordar aqui todos os existentes, mas aqueles que eu mais utilizado.

Tempero_1Tempero_2Tempero_3Tempero_4

Alho
O alho tem um gosto peculiar e muitas pessoas não gostam, porém, é o meu preferido na cozinha. Uso em TUDO e não vejo restrições. Porém, o importante é usar na quantidade ideal. Eu costumo usar uma colher de café de alho, porém, isso pode variar para mais ou para menos. Vale fazer o teste, coloque, experimente o tempero, se achar que pode ir mais, coloque mais.

DICA: sempre que for comprar, opte pelos alhos que ainda estão roxos, os que tem a casca muito branca, já não estão tão saborosos.

Cebola
Eu tenho preferência por comprar cebolas pequenas, dizem que tem menos agrotóxicos, mas eu prefiro por ser mais fácil o armazenamento. A cebola, assim como o alho, tem gosto forte, além de ser ácido, e deve ser usado com cautela. Eu indico meia cebola pequena para cada prato, sendo que é ideal para saladas, molhos e quibes.

Mostarda em Pó
A mostarda em pó é feita a base de sementes de mostarda e farinha de trigo, pode contar cúrcuma. É usada no preparo da mostarda em pasta, temperar maionese, risotos, molhos, ovos mexidos, omeletes e fritadas, batatas assadas, purê de batatas…
“Não misturar a mostarda em pó com a cebola já que fica muito ácida e apimentada”.

Manjericão
O manjericão é usado tipicamente em alimentos com origem italiana. Acompanha lindamente molho vermelho (à base de tomate), sendo também ideal para saladas, massas, omeletes, sanduíches

Na próxima semana, vamos conversar um pouquinho sobre outros temperos: noz moscada, orégano, cebolinha verde e açafrão.

Tem algum tempero que você gostaria de ver por aqui? Deixe nos comentários.

Gostaram das dicas iniciais?

Ficou alguma dúvida? Pode deixar aqui que nós responderemos pra você!

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *